Acordar a perder

Na última quarta-feira o mundo acordou em sobressalto. Ainda estava deitada quando ouvi um "Oh não" e soube de imediato o que tinha acontecido. Ele ganhou. Durante o resto do dia senti que arrastava uma nuvem de dúvidas comigo. Como se estivesse a assistir a algo mau, a um daqueles momentos que ficam na história pelas piores razões. Trump ganhou, Hillary perdeu,e eu nunca antes me tinha importado com as presidenciais de um país que raramente me impressiono pela positiva. Mas, desta vez, não só tinha seguido as eleições como estava informada sobre os candidatos, as sondagens e as promessas. Ou pelo menos assim eu pensava. 
Muitos se perguntam como é possível ele ter ganho. Fácil, ele teve a maioria dos votos necessários. O que me partiu levemente o coração foi não saber antes que isso ia acontecer. Trump foi retratado nos meios de comunicação como um bobo da corte, via caricaturas a mostrar o ridículo das suas afirmações quase diariamente mas nunca ninguém escreveu sobre as multidões que o seguiam, ninguém nos avisou que os milhões que o idolatravam conseguiriam fazê-lo chegar a presidente. Ele ganhou e com ele os meios de comunicação perderam, as sondagens perderam, as pessoas perderam.
Eu pensei que estava informada. Eu acreditei, inocentemente, que quem grita mais alto, quem ofende mais, perde. O filósofo Zizek disse que Trump precisava de ganhar para o mundo poder acordar. Dar um passo atrás para dar dois passos à frente. Eu só lamento profundamente as trevas que se vão viver antes de conseguirmos ver a luz. 
Costumo dizer que as pequenas decisões que tomamos têm o poder de mudar o mundo. Cada vez que gastamos dinheiro, estamos a votar no tipo de sociedade em que queremos viver. Esta eleição mostrou-me que não basta desejar que tudo aconteça pelo melhor, é preciso mostrar interesse, tomar decisões, combater a indiferença. Quarta-feira a dignidade e o respeito acordaram a perder. Agora está na altura de fazer a bondade, a igualdade e o conhecimento ganhar.


2 comentários:

  1. Partilho completamente este sentimento...

    ResponderEliminar
  2. Olá :) Enviamos um convite para o teu email.
    Contamos contigo? :)

    ResponderEliminar