Gratidão

Considero-me uma pessoa grata. 
Bebo a minha chávena de chá em silêncio, enquanto aprecio esse pequeno prazer matinal. Aprecio cada segundo do meu tempo que é passado com família e amigos. Sento-me ao computador a escrever e penso na sorte que tenho por poder fazer aquilo que gosto, viver num lugar seguro e sentir-me bem em relação a quem sou. 
Há três dias atrás, senti também a necessidade de vos agradecer. Àqueles que lêem o que escrevo e se sentem inspirados por aquilo que partilho. Sem este apoio que atravessa oceanos, teria menos um motivo para me sentir grata.
Por norma, os números não me impressionam. Não passo os dias a contar seguidores nas redes sociais ou a debater-me sobre como aumentar as estatísticas do meu blogue. Mas sinto-me feliz por saber que ao longo dos anos houve muita gente que veio parar ao meu blogue de forma espontânea. Sem truques, armadilhas ou falsas promessas. Quando criei o Minimal, o meu objectivo nunca foi torná-lo num blogue de sucesso. Antes pelo contrário, eu queria que ele fosse um lugar seguro. Um recanto escondido na internet onde pudesse partilhar aquilo que gosto sem a pressão do julgamento ou a expectativa da aceitação. Anos depois, estou feliz por continuar a seguir os meus princípios e por o Minimal continuar a ser o lugar que eu sempre desejei que fosse. Este ano decidi ir mais longe ao criar a Nevoazul. Costumo descreve-la como uma revista sobre menos e mais, um convite ao equilíbrio, mas agora percebo que é mais do que isso. É um apelo à gratidão.
Quase sem saber, e ao longo dos últimos longos meses de trabalho, a gratidão foi o que deu vida à Nevoazul. Sem este sentimento de profunda gratidão em relação àquilo que me rodeia, ela não seria possível. Porque no final, ela não é uma revista sobre minimalismo, mas antes um lugar onde podem encontrar histórias daqueles que estão gratos por aquilo que têm, são e fazem. 
Sem desejos de mais ou de menos, apenas com a leve felicidade de encontrar a gratidão entre a simplicidade.





Como agradecimento, quero dar-vos a oportunidade de conhecerem a Nevoazul por um pouco menos. Só precisas de usar o código obrigada1045 até à meia-noite de hoje para teres um desconto de 5€ na compra da revista.


Obrigada

3 comentários:

  1. Olá!
    Cheguei aqui há muito pouco tempo e estou a adorar. O que escreves, a maneira como o fazes e simplicidade com que abordas os temas. A gratidão também faz parte de mim e dos meus dias, e assim sendo agora sou eu que te agradeço a ti pela bonita partilha que aqui fazes!
    Beijinho e obrigada*

    ResponderEliminar
  2. Parabéns pela revista!

    mundominimalistablog.wordpress.com

    ResponderEliminar